domingo, 22 de março de 2009

"Desperta, tu que dormes"


Ontem foi comemorado o Dia Mundial do Sono. Alguns estudos comprovam que 30% da população mundial sofre de insônia. Há ainda outros milhões que sofrem de apneia, sonambulismo, narcolepsia (sono incontrolável) e outros distúrbios durante o sono. Ainda segundo esses estudos, o excesso e a falta de sono prejudicam o metabolismo físico. Existem três tipos de sono: O sono REM, o sono NREM, e o mais importante para os cristãos, o sono espiritual. É nesse que iremos debater.
O sono espiritual é um dos maiores distúrbios que muitos cristãos têm sofrido. Esse problema tem prejudicado a relação homem x Deus. Para exemplificar biblicamente, deixaremos três exemplos de sono espiritual.
O primeiro que mencionamos é o do jovem Êutico, citado em Atos 20.7-12. Há muitos que sofrem o sono profundo de Êutico. O simples fato de estar na igreja, ocupar o espaço dos bancos e assistir ao culto não quer dizer que estamos conectados com Deus. Vejam, esse jovem estava assentando numa janela, ou seja, assistia aos cultos, mas com o pensamento lá fora. Esse é um dos estágios do sono espiritual. Tenhamos cuidado para não cair em sono profundo.
"Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia." (1 Coríntios 10.12)
Outro exemplo está na conhecida parábola do joio e do trigo (Mateus 13.24-30). O maior problema aconteceu porque os homens dormiram e o inimigo aproveitou para semear o joio no meio do trigo. Muitas vezes nos debatemos: "Como apareceu esse joio aqui, se só plantamos trigo?" A resposta é: Deixamos o inimigo plantar o joio, ou seja, algo que atrapalha o crescimento do que é bom. Esse é outro estágio do sono espiritual.
"Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem." (1 Tm 4.16)
O terceiro exemplo, para concluir, está em Mateus 26.36-46. Esse texto mostra que Jesus, sabendo que a hora da morte era chegada, chamou seus discípulos para que vigiassem enquanto ele orava ao Pai. Ao voltar, encontrou-os dormindo. A resposta do Mestre foi: "nem uma hora pudeste vigiar comigo?" Será que podemos responder afirmativamente a essa indagação caso Jesus nos fizesse essa pergunta? Esses versículos mostram que, embora estejamos perto do Senhor, não devemos dar brecha ao sono, como aconteceu com os discípulos, que foram flagrados dormindo outras duas vezes. Por isso Ele citou que o espírito está pronto, mas a carne é fraca.
"E disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos, e orai, para que não entreis em tentação" (Lucas 22.46)
Concluo dizendo que o sono espiritual é uma ferramenta maliciosa que pode destruir a fé e a comunhão do cristão com Deus. Aos que dormem espiritualmente, a Bíblia diz: "Não dês sono aos teus olhos, nem deixes adormecer as tuas pálpebras. Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono?" (Pv 6.4,9)
Que possamos estar sempre sóbrios, vigiando, atentos contra a declinação para o pecado. Lembremos das palavras do apóstolo Paulo em Romanos 13.11: "E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé."

"Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá." (Efésios 5.14)

A-BD®

0 comentários. Clique aqui e deixe o seu também!: